Evento reunirá especialistas na sede do TRT, em Belo Horizonte, nesta sexta-feira (14).

Em uma realização inédita, o Ministério do Trabalho, em parceria com o Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais (TRT-MG), promove, nesta sexta-feira (14), o congresso Trabalho Escravo Contemporâneo: Desafios e Perspectivas – Novo cenário trabalhista e impactos no enfrentamento ao trabalho escravo contemporâneo. O evento, que reunirá especialistas no assunto, será realizado na sede do TRT, em Belo Horizonte.

A iniciativa foi concebida para fomentar o debate entre profissionais de diferentes ramos de atuação, como membros do Ministério Público do Trabalho, TRT, Ministério do Trabalho, advogados e acadêmicos de Direito, e contribuir para o aprofundamento da análise do problema do trabalho escravo e de seus reflexos na atuação da Justiça do Trabalho e nos direitos dos trabalhadores.

O evento, gratuito, será aberto a magistrados e servidores do TRT 3ª Região, alunos, professores, procuradores, advogados e ao público em geral, mediante inscrições que devem ser feitas até o dia 11 de julhoPara efetuar a inscrição, clique aqui. As vagas são limitadas.

Programação – Com uma programação formada por painéis, o congresso contará com palestras e debates conduzidos por autoridades do poder judiciário e especialistas de diversas áreas ligadas ao tema. Para a mesa de abertura foram convidados o superintendente regional do Trabalho João Carlos Gontijo de Amorim, o desembargador-presidente do TRT de Minas Gerais, Júlio Bernardo do Carmo, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Minas Gerais (OAB-MG), Antônio Fabrício Gonçalves, a procuradora-chefe do MPT, Adriana Augusta de Souza, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Olavo Machado Junior, e o secretário de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania, Nilmário Miranda.

O primeiro painel debaterá o tema central do congresso.  Para as explanações foram convidados o diretor da Repórter Brasil e conselheiro no Fundo da ONU contra a Escravidão Leonardo Sakamoto e o professor adjunto da Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), padre Ricardo Rezende Figueira.

Após cada palestra será realizada um mesa de discussão sobre o assunto abordado. Entre os debatedores convidados estarão o procurador da República, Helder Magno da Silva, e o desembargador-diretor da Escola Judicial do TRT-MG,  Luiz Ronam Koury. Os dois painéis serão mediados pela coordenadora da Clínica de Trabalho Escravo e Tráfico de Pessoas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Lívia Mendes Miráglia, e pelos desembargadores do TRT-MG Paula Oliveira Cantellli e José Eduardo Júnior.

O segundo painel debaterá “A Reforma Trabalhista e o Combate ao Trabalho Escravo Contemporâneo: impactos e soluções” e contará com palestras do auditor-fiscal do Trabalho da SRT-MG Marcelo Gonçalves Campos, do coordenador do Programa de Combate ao Trabalho Forçado da Organização Internacional do Trabalho, Antônio Carlos de Mello, e da procuradora-chefe do MPT Adriana de Souza.

Realização – A iniciativa é fruto de uma parceria entre o Ministério do Trabalho e a Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT-MG), o Comitê Estadual de Atenção ao Migrante, Refugiado e Apátrida, Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Erradicação do Trabalho Escravo (Comitrate), a Secretaria de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania (Sedpac), o MPT-MG, a Clínica de Trabalho Escravo e Tráfico de Pessoas da Faculdade de Direito da UFMG e a OAB-MG.

Serviço

Evento: congresso Trabalho Escravo Contemporâneo: Desafios e Perspectivas – Novo cenário trabalhista e impactos no enfrentamento ao trabalho escravo contemporâneo
Local: sede do TRT da 3ª Região (Avenida Getúlio Vargas, 225 – Funcionários – Belo Horizonte)
Dia: 14 de julho de 2017
Horário: das 14 horas às 19 horas
Clique aqui para mais informações 

Fonte: Ministério do Trabalho